segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Plantas medicinais de origem afro


Venha tomar um chá conosco - 1B

Dia: 14/11/2013

Horário: 8h20 às 10h

Local: Sala 5 - CEMAP

Conheça as plantas medicinais de origem afro e toda contribuição para a cultura brasileira. 

Curiosidades:




Chá de Sene
A Sene é uma planta originária da África tropical e subtropical apesar de, hoje, ser cultivada em todo o continente.
O chá de Sene é muito conhecido pelas suas características emagrecedoras.
  É um laxante e é purgativo.
Ajuda a regular o transito intestinal, e é indicado para cólicas biliares, gases, prisão de ventre e obesidade.
Chá de Sene - conheça antes de consumir.

O que você deve saber antes de consumir o Chá de Sene:

- Fitoterápicos (remédios a base de ervas e chás) são remédios e devem ser prescritos por um médico.
- Mesmo um fruta pode ser prejudicial se o seu organismo não estiver pronto para recebê-la. Por exemplo: a romã é uma fruta abortiva, então não deve ser consumida por grávidas.
- O uso do chá laxante deve ser emergencial. Em casos extremos e esporádicos.
- Os laxantes, embora sejam usados para tratar a constipação, com uso contínuo vicia o intestino e prejudica sua movimentação, levando à necessidade de quantidade cada vez maior de medicamento, até que o mesmo não mais faz efeito e contribui para o desenvolvimento de constipação.
- Não não se deve tomar chá de sene por mais de 10 dias seguidos.
- Não administrar a menores de 12 anos, durante a gravidez e lactação, e em casos de inflamação do útero e intestinos.
- Doses excessivas podem originar cólicas e vômitos.
- Tomar o chá de sene às vezes pode fazer bem, apenas deve-se ter cuidado porque é um fitoterápico perigoso. Como ele dá bom resultado, as pessoas pensam que podem usar rotineiramente sem se dar conta que o uso contínuo pode ser prejudicial à saúde.
- Consumir o chá uma vez por mês é mais que suficiente. Em casos extremos pode-se administrar até uma xícara por semana, mas nunca usar diáriamente.
- O uso contínuo do chá irrita a mucosa intestinal fazendo com que o intestino só funcione com o ele, e com o tempo isso pode acarretar outras doenças.
- O melhor horário para tomar o chá é de manhã em jejum, porque ajuda a desintoxicar o organismo. Mas caso você precise sair e não quer arriscar uma dor de barriga na rua, deixe para tomar num dia que você possa ficar em casa, como um sábado ou domingo.
- Nenhum chá vai ser suficiente para você emagrecer. O emagrecimento com saúde depende de toda uma nova relação com a comida.
- O chá verde, o chimarrão e o café são bebeidas que auxiliam o emagrecimento, porque aumentam o metabolismo e filtram o sangue das toxinas. Mas para funcionar você deve ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios regularmente.

Prepare este chá...
 -Coloque 2 colheres de sopa para um litro de água.
-Coloque ao lume deixe cozinhar por 3 ou 4 minutos, a partir do momento em que começar a ferver.
-Após esse tempo, retire do fogão e deixe repousar, tapada. Deixe assim por 10 minutos.
-Coe e está pronto para o uso.
-Tome 2 ou 3 chávenas por dia.
Atenção: Se está gravida não beba este chá. Se sofre de alguma patologia, consulte o seu médico antes de ingerir o chá

Alunos Mauro e Vitor - 1B




Labaça-Crespa
Labaça-crespa (erva) - Muito rica em ferro, é útil no tratamento da anemia, nutre e elimina toxinas no baço e fígado, e purifica o sangue.
A labaça-crespa ajuda a reduzir a dor e inflamação
LABAÇA CRESPA
Rumex crispus
A Rumex (Sorrel), é um gênero de cerca de 200 espécies de ervas anuais, bienais e perenes. Inclui as espécies medicinais Rumex crispus, Rumex occidentalis, Rumex venosus, Rumex obtusifolius e Rumex sangineus. Pertence a família Polygonaceae. Rumex é uma palavra latina antiga que significa “lança”, recorrendo a forma das folhas. Crispus (nome da espécie) quer dizer “ondulado, também recorrendo ao formato da folha.

Indicações : acne, anemia, cÂncer, constipação, convalescença, desintoxicação por metais pesados, doenças venéreas, eczema, enfisema, estafilococo, glândulas inchadas, icterícia, laringite, lombrigas, psoríase, sarna, urticárias. A Rumex é utilizada na medicina popular para melhorar a função dos rins, fígado, glândulas linfáticas e intestinos, ao mesmo tempo que ajuda no processo de limpeza natural do corpo. Foi usada para ajudar o corpo a eliminar poluentes, inclusive metais pesados, como o arsênico.

A Rumex ajuda a eliminar o excesso de ferro armazenado no figado, enquanto o deixa mais disponível para o resto do corpo. A folha é usada esmagada para urtigas. Gargarejo para laringites. Pomadas, cataplasma ou compressa para eczema, urticárias, sarna e lombriga.
Propriedades Medicinais: adstringente, antibacteriano, colagogo, diurético, febrífugo, laxante, purgante, tônico de sangue.
Propriedades medicinais : É constituída de glicosídeos de antraquinona, taninos, resinas, oxalatos e ferro. As folhas possuem altas concentrações de oxalato, que podem prejudicar a absorção de cálcio e potencialmente agravar pedras no rim se usadas em excesso.
Tamarix africana. Tamargueira arbusto ..... Sirfídeos, himenópteros e crisopas. Labaças. (Rumex sp.) O preparado tem acção fungicida .... de rizomas, cujo menor fragmento pode dar origem a novas plantas, por isso, convém arrancá-las ..

Culinária

Para além da conhecida sopa de catacuzes pode também utilizar as folhas do Rumex acetosa ou erva-azeda em saladas, molhos e omeletas, não devendo no entanto usar em excesso devido à alta concentração em ácido oxálico, as pessoas com problemas de ósseos, ou distúrbios renais, devem utilizar apenas doses terapêuticas ou não utilizar.
No receituário tradicional alentejano, com as labaças ou catacuzes fazem-se esparregados, sopas de feijão ou grão. Assim como a da sopa de grão com labaças ou espinafres. Logo, sabendo que por essa altura os árabes comiam favas e usavam o poejo, esta sopa tradicional alentejana é, provavelmente, mais uma receita de origem árabe.

SOPA DE ALABAÇAS, COM FAVAS, POEJO E QUEIJO DE CABRA
Ingredientes
1 molho pequeno de catacuzes
350g gramas favas novas descascadas
1 cebola nova com parte da rama verde
2 dentes de alho
1 molho de poejos
1/2 dl azeite
1 queijo fresco de CABRA ou em alternativa de ovelha(alentejano)
Água e sal q.b

Arranje o molho de catacuzes , aproveite só as folhas, escalde-as e reserve. Importante! Caso contrário ficarão muito amargas assim como todo o caldo da sopa.
Refogue a cebola bem picadinha no azeite. À parte faça um piso com os poejos, os alhos e o sal. Quando a cebola estiver transparente deite-lhe o piso e as favas. Mexa sempre e deixe esse preparado apurar um pouco. Para que as favas cozam e se mantenham sempre macias e mais saborosas, deite a água aos poucos e poucos (salpicos) , até ter o caldo desejado. Prove e rectifique o sal. Quando estas estiverem cozidas adicione então as catacuzes. Mexa e deixe cozer em lume brando por aprox. 8-10 minutos. Por fim, deite o queijo fresco de ovelha partido aos bocados, tape a panela e desligue o lume. Está pronta para ser servida.
Pode servir esta sopa com fatias de pão duro alentejano. E se o fizer, disponha o pão no prato e não na terrina. Mas lembre-se que deixa de ser sopa e passa à versão sopas ( migas de pão no caldo
“É uma sopa forte.
Rasgam-se sabores em cada colherada…”
SALADAS - que ficam fantásticas com pêra madura laminada, regando-se depois com bom azeite e noz ou avelã.
Com cuidado e o devido tempo de cozedura, pode sair uma sopa boa, mas há que não deixar passar muito para não virar incomestível. Na vocação culinária as labaças não andam longe dos agriões.

Propriedades
Segundo a teoria das assinaturas (Paracelso 1493-1541 d.C.) as labaças com pintas vermelhas nas folhas eram utilizadas como depurativo do sangue, as labaças crespas de folhas e raízes amarelas eram utilizadas para tratar problemas hepáticos.
As labaças crescem normalmente junto das urtigas e são um bom antídoto para as picadas das mesmas quando esfregada na pele.
São úteis no tratamento de anemia, desintoxicação do organismo, ligeiramente diurética, prisão de ventre, indigestão, absorção deficiente de vitaminas, fraca tolerância a gorduras, fígado preguiçoso, icterícia ligeira e pele quente com prurido, vários problemas de pele como eczema, psoríase, acne inflamações do aparelho respiratório, gânglios linfáticos cronicamente inchados.
Nos dias quentes pode colocar uma folha de labaça nos sapatos para manter os pés frescos.
Em uso externo as folhas são úteis para tratar picadas de insectos, queimaduras solares e outras, com uma acção refrescante e cicatrizante.

Modo de preparar: Colocar uma colher das de sopa bem cheia de folhas picadas dentro de uma xícara das de chá. Adicionar água fervente. Cobrir. Deixar amornar até chegar à temperatura apropriada para beber. Coar.
modo de usar com algumas doenças
Indicação 1: Retenção urinária, afecções dos rins, cistite, uretrite.
Modo de usar 1: Tomar uma xícara de chá de manhã e outra à tarde, antes das 17h, pelo tempo necessário à cura.
Indicação 2: Ácido úrico.
Modo de usar 2: Tomar três xícaras de chá ao dia, enquanto persistirem os sintomas.
Contra-indicação: Não consta da literatura consultada. Porém, não se deve ultrapassar a dosagem.

Roger Braguim - 1B



CHÁ DE AMENDOIM E SEUS BENEFICIOS
O amendoim é um alimento muito conhecido no Brasil, com ele conseguimos fazer diferentes receitas, como o famoso pé de moleque, paçoca, ou doce de amendoim, que são comidas típicas da festa junina. Algo que é pouco conhecido, mas que tem um sabor incrível é o chá de amendoim, sem contar que o chá aproveita todos os benefícios do amendoim para a saúde.

Mas para que serve esse chá?
O chá de amendoim possui muitas vitaminas que são essenciais para manter a boa saúde, ou seja, essa é uma bebida rica em fonte de energia.
Saiba que esse chá é rico em vitamina B e E (nutriente que acelera cicatrização de ferimentos, protege de doenças, ajuda na fertilidade feminina e masculina e previne o dano oxidativo das células), possui também magnésio, cálcio (para os ossos), ferro, fósforo, potássio, fibras, ômega três e muito mais.
Você já experimentou o chá de amendoim? Se a sua resposta é não, saiba que essa é uma bebida extremamente saudável e saborosa e se quiser é possível preparar essa receita com um baixo custo na sua própria casa.

1O BENEFICIOS DO AMENDOIM
1 - Promove saciedade – por ter uma consistência mais endurecida, precisa ser mais mastigado, fazendo com que a leptina (hormônio da saciedade) fique nos níveis ideais
2 - Protege o coração – contêm nutrientes que ajudam a diminuir o colesterol ruim (LDL)
3 - Retarda o processo de envelhecimento – contém resveratrol (antioxidante)
4 - Reduz gordura da região abdominal – contém ômega 3 (ácido graxo que impede a formação de novos estoques de gordura)
5 - Evita câimbras – por ser rico em potássio
6 - Protege a membrana celular – por ser rico em vitamina E
7 - Participa do trabalho muscular – por ser rico em magnésio
8 - Ajuda na prevenção de doenças como o câncer – por conter resveratrol
9 - Atua na formação de tecidos – por conter magnésio em sua composição
10 - Ajuda a reduzir gordura da região abdominal e flancos – por ser de baixo índice glicêmico
    Ingredientes:
1 l de Leite
1 Lata de leite condensado
1 Xic de amendoim torrado
2 Xic de água
Modo de preparo do chá de amendoim:
Coloque no liquidificador o amendoim e a água, depois coloque no nível pulsar. Em seguida, coloque a mistura em uma leiteira e acrescente o resto dos ingredientes. Leve ao fogo até ferver e sirva em xícaras ainda quentes.
João Victor - 1B


Chá de gengibre

Ingredientes: 4 copos de água; Um pedaço de aproximadamente 5 cm de Gengibre descascado e cortado em fatias;
Modo de preparo: Ferva a água numa panela com fogo alto. Assim que começar a ferver adicione as fatias de Gengibre e desligue o fogo. Cubra a panela e deixe em repouso por 10 a 15 minutos, coe e beba.
Indicações: O gengibre combate enjoos, gases, indigestão, náuseas causadas pelo tratamento do câncer e perda de apetite. Também auxilia na digestão de alimentos gordurosos.  É usado na fabricação de medicamentos laxantes, antigases e antiácidos.
Contraindicações: Pessoas com hipertensão, problemas de insônia, problemas intestinais, problemas cardíacos, e problemas na tireóide.
Origem: As primeiras raízes do gengibre foram encontradas na índia e na Líbia.
Paulo 1B                                     



Alecrim

O chá de alecrim proporciona os seguintes benefícios a saúde:
Auxilia no tratamento da anemia;
 Diminui os sintomas da TPM;
 Alivio dos sintomas da gripe, bronquite e dores de garganta;
 Melhora a saúde da pele;
 Promove o alívio de aftas, gengivites e estomatites;
 Previne problemas de coração;
 Diminui a queda de cabelo e caspas;
 Aumenta a capacidade de aprendizado;
 Auxilia no tratamento de tendinites, dores articulares e lesões musculares;
Alecrim é uma planta medicinal da família das Laminiace, e possui propriedades medicinais que fortalecem o sistema imunitários dos seres humanos.
Além de ser utilizado na forma de chá, o alecrim pode ser utilizado nas formas de banhos, compressas e como tempero.
O alecrim também conhecido como alecrim de cheiro, alecrineiro, alecrinzeiro e rosmaninho é uma erva medicinal muito ramificada, seus arbustos podem alcançar 2 metros de altura e na época de floração desabrocham pequenas flores azuis.
O alecrim possui propriedades digestivas e anti-inflamatórias e pode ser usado como remédio caseiro para tratamento de má digestão e reumatismo. Com o alecrim pode-se preparar um ótimo suco de ervas para cólicas menstruais.
Seu nome cientifico é Rosmarinus officinalis significa em latim "orvalho que vem do mar"
Para que serve o Alecrim
O alecrim serve para o tratamento de depressão leve, fadiga, dor de cabeça, enxaqueca, má digestão, gases, tosse, sinusite, bronquite, problemas de concentração, fortalece a memória, gastrite e úlcera estomacal, artrite, artrose, reumatismo, cistite, menstruação irregular, cólica menstrual, tensão pré-menstrual (TPM).
Propriedades do alecrim
O alecrim possui propriedades fortificante; estimulante, anti-inflamatória; antiviral; antibacteriana, anti-reumática, diurética, aromática e antioxidante.
Modo de uso do alecrim
As partes usadas do alecrim são: As folhas e flores.
Chá de alecrim: Utilizar uma colher (de chá ) de folhas verdes ou secas de alecrim para cada 250 ml de água fervente. Juntar os ingredientes numa panela e deixar descansar por 10 minutos. Em seguida coar e beber ainda morno. O chá de alecrim deve ser tomado 2 a 4 vezes.
Inalação com alecrim: Utilizar 2 colheres (de sopa) de folhas e flores secas de alecrim para 500 ml de água fervente. Juntar os ingredientes e deixar descansar por 10 minutos com a panela tampada. Em seguida colocar a panela sobre um lugar seguro, uma toalha sobre a cabeça e inspirar o vapor pelo nariz e soltar pela boca.  É importante fazer a inalação com alecrim e evitar o contato com corrente de ar fria para tratamento de bronquite e sinusite.​
Como tempero: Acrescentar as folhas ou um ramo de alecrim no preparo de carnes ou batatas assadas, porexemplo.
Efeito colateral do alecrim
O uso de doses elevadas de alecrim pode causar irritação gastrointestinal e dor nos rins.
Contraindicações do alecrim
O alecrim é contraindicado em caso de gravidez, problemas da próstata e gastroenterite. Deve ser evitado à noite por prejudicar o sono.

 

Utilização religiosa

Em templos e igrejas, o alecrim é queimado como incenso desde a antiguidade. Na Igreja Ortodoxa grega, o seu óleo é utilizado até aos nossos dias, para unção. Nos cultos de religiões afro, como umbanda e candomblé, é utilizado em banhos e como incenso.
Pode ser propagado a partir de uma planta já existente, através do corte de um ramo novo com cerca de 10–15 cm, retirando algumas folhas da base e plantando diretamente no solo.
Tipos de Alecrim
Várias variedades cultivares foram selecionadas para uso em jardim. As seguintes são frequentes:
Albus - flores brancas
Arp - folhas verde-claro, fragrância a limão
Aureus - folhas com pintas amarelas
Benenden Blue - folhas estreitas, verde-azulado-escuro
Blue Boy - anã, folhas pequenas
Golden Rain - folhas verdes, com raios amarelos
Irene - ramagem laxa, rastejante
Lockwood de Forest - selecção procumbente (rastejante) de Tuscan Blue
Ken Taylor - arbustiva
Majorica Pink - flores cor-de-rosa
Miss Jessop's Upright - alta, erecta
Pinkie - flores cor-de-rosa
Prostratus
Pyramidalis (também conhecida como Erectus) - flores azul-pálido
Roseus - flores cor-de-rosa
Salem - flores azul-pálido, resistente ao frio e semelhante à Arp
Severn Sea - baixa, espalhando-se e enraizando-se pelo solo, com ramos em arco; flores violeta profundo
Tuscan Blue - erecta

Veja 9 curiosidades sobre o alecrim e seus benefícios

1- Realça sabores: Pode ser usado seco ou fresco para realçar o sabor da carne de porco, de cordeiro e vitela, além de aves, ovos e peixes
2- Cheiro bom: Espalhe alecrim sobre a brasa do carvão. Além de perfumar a carne, ele deixará o ambiente com um odor agradável
3- Cura machucado: A planta medicinal é um ótimo antisséptico. Pode ser usada tanto para desinfecção quanto cicatrização de ferimentos na pele
4- Limpa tudo: Ferva as folhas e pequenos caules de alecrim com pouca água e você terá um desinfetante concentrado
5- Saúde 100%: A erva é um toterápico, por isso ajuda quem sofre de asma, gripe, depressão, exaustão física e intelectual
6- Nada de mal-estar:  O chá das folhas de alecrim é ótimo para quem sofre de má digestão. É recomendado tomar uma xícara de chá de alecrim após as refeições
7- Xô, caspa:  Faça um chá forte e misture com o xampú na proporção de ¼ de chá para 1 pote de xampú e livre-se desse incômodo
8- Sem furos: Os ramos do alecrim fresco podem ser colocados com as roupas no guarda-roupa, pois protegem contra as traças
9- Horta em casa: Ele pode ser cultivado em horta doméstica ou em vaso. Por ser resistente à seca, é muito fácil mantê-lo, basta podar para não perder folhas
Você sabia que o alecrim pode deixar você mais esperta?
Uma pesquisa da Universidade de Northumbria, no Reino Unido, descobriu que um componente do alecrim está relacionado à melhora no desempenho cognitivo. Ou seja, à função relacionada à memória, ao raciocínio, à criatividade, à atenção, à percepção e à resolução de problemas.

CEMAP                                                                   Ano: 1o B
Nome:Eloísa Resende de Oliveira                           No :10
Professora: Laura                                                     Matéria: Português


Chá de boldo


O chá de boldo é um excelente remédio caseiro contra problemas digestivos, suores frios, mal estar e problemas no fígado, como hepatite. O chá pode ser preparado com as folhas de boldo, uma planta medicinal de nome científico Peumus boldus Molin, que possui várias propriedades terapêuticas que estimulam a vesícula biliar e melhoram o funcionamento do intestino.
Essa espécie de boldo, tem origem no continente africano, crescendo ... Assim como o boldo de jardim,

Para que serve o chá de boldo

O chá de boldo serve para: problemas digestórios, problemas hepáticos, cistite, litíase biliar, obstipação e prisão de ventre.

Benefícios do chá de boldo

Os benefícios do chá de boldo para saúde incluem: o bom funcionamento do intestino e do sistema digestório. Ele proporciona o alivio dos sintomas de intolerâncias alimentares e infecções intestinais, vômitos e mal estar. Além disso, as cólicas abdominais diminuem devido o efeito calmante do boldo sobre a flora intestinal.
Outros benefícios do chá de boldo são: a diminuição da azia, diminuição dos efeitos do álcool e diminuição dos gases.

Modo de preparo do chá de boldo

O boldo é encontrado em supermercados, farmácias e em lojas de produtos naturais, na sua forma natural (folhas) ou em sachês.
Para o chá de boldo: Adicionar as folhas ou sachê de boldo em uma xícara de água fervente, e deixar descansar por 10 minutos. Beber 3 vezes ao dia. 

Contraindicações do chá de boldo

O chá de boldo deve ser evitado por gestantes, pois tem efeitos abortivos. Paciente com vesícula biliar obstruída ou doenças do fígado devem consumir o boldo sob orientação e supervisão médica.
orientações
Antes de tudo, nós devemos saber que esta erva não pode ser consumida por mulheres grávidas, já que esse chá pode causar aborto, e pessoas com problemas renaisdoenças hepáticas ou que tomam anticoagulantes também não devem consumí-lo. Para preparar um bom chá você deve ferver uma xícara de água e adicione uma colher de sopa de folhas de boldo secas e picadas, tape a zícara e deixe repousar por 10 ou 15 minutos.
Como consumir o chá de boldo
Antes de tudo, nós devemos saber que esta erva não pode ser consumida por mulheres grávidas, já que esse chá pode causar aborto, e pessoas com problemas renais, doenças hepáticas ou que tomam anticoagulantes também não devem consumí-lo. Para preparar um bom chá você deve ferver uma xícara de água e adicione uma colher de sopa de folhas de boldo secas e picadas, tape a zícara e deixe repousar por 10 ou 15 minutos.
Pessoas com problemas na vesícula biliar ou no fígado devem tomar o chá de boldo antes das refeições e antes de se deitar. Para controlar a diarréia, tome a metade de um copo várias vezes por dia e em curtos intervalos de tempo até que o problema seja eliminado, por outro lado, se você tem prisão de ventre, tome dois copos entre as refeições, tome de duas a três vezes por dia, isso ja será suficiente para combater o problema.
No caso de ácido úrico elevado, tome duas xícaras de chá de boldo por dia e se você tem problemas de cálculos renais ou na vesícula, tome três xícaras por dia, durante 3 semanas. Se você tem problemas para digerir os alimentos, tome uma xícara de chá sempre após fazer uma refeição grande.
O boldo não deve ser consumido por muito tempo, pois a longo prazo ele causa efeitos colaterais como insuficiência renal, convulsões, lesões intestinais e até mesmo a morte.
  

Manjericão africano 

Nome científico
Ocimum americanum L. Sinomínia: Ocimum canun, Ocimum dinteri Briq., Ocimum fruticulosum Burch., Ocimum simile N.E. Br.
Nomes populares
Alfavaca-do-campo, alfavaca-de-vaqueiro, remédio-de-vaqueiro, manjericão branco, manjericão africano e anão.
Propriedades
Diurético, estimulante.
Indicações
Afta, amigdalite, angina, bronquite, cãibra do estômago, catarro, dispepsia, doença das vias respiratórias, espasmo, gases, gripe, resfriado, reumatismo, rins, tosse, vermes e vômito.
Constituintes
Além de ser usada como planta odorífica e medicinal, é usada na culinária.
Entre os constituintes químicos do óleo essencial de O. americanum, foram identificados monoterpenos, monoterpenos oxigenados, sesquiterpenos, compostos alifáticos e fenilpropanóides. Os constituintes em maior proporção percentual são eugenol, estragol, limoneno, linalol, cinamato de metila e carvona.
Partes usadas
Folhas.
Modo de usar
Chá contra dor de cabeça persistente, enxaqueca, febre, vermes, e reumatismo.
Incenso para receber os recém-nascidos.
Inceso para espantar os maus espíritos.
Culinária.
Descrição
Ocimum americanum é uma planta anual, odorífica e medicinal que pertence à família das lamiáceas, originária das regiões tropicais e subtropicais do Velho Mundo, cujo flores da cor branca ou lavanda. Originária da Ásia e África, naturalizou-se pela América tropical, onde é encontrada vegetando espontaneamente. Manjericão raro africano de sabor que lembra a hortelã, com flores decorativas em forma de espigas.

   

CHÁ DE ERVA-DOCE 

Ingredientes:
1 colher de chá de erva-doce
1 colher de chá de açúcar
1 xícara de chá de água
Como preparar:
Coloque a água com as sementes para ferver por cinco minutos, coe e acrescente o açúcar.
Sirva em seguida.
Historicamente, a origem do chá como erva medicinal útil para se manter ..... relacionada com o rooibos mas mais doce, cresce também na África do Sul
 

Aluna: Milena Rodrigues Rocha 1B Turma: Manhã 




Erva-cidreira

É uma planta medicinal de fácil cultivo, que pode ser utilizada na preparação de remédios caseiros para acalmar e para melhorar a digestão.
A erva-cidreira também é conhecida popularmente como cidreira, citronete e melissa. Seu nome científico é Melissa oficinalis.
Historicamente, a origem do chá como erva medicinal útil para se manter desperto ..... Exemplos mais comuns: chá de camomila, de erva-cidreira, de tília, príncipe, ... Completamente diferente dos métodos usados no norte da África
Para que serve a erva-cidreira
Acalmar, desinfetar, má digestão, prevenir doenças cardíacas, controlar a pressão, dor de cabeça, pé de atleta, insônia perda do apetite.
Propriedades da  erva-cidreira
Ação anti-espasmódica; sudorífica; calmante; anti-inflamatória e antibiótica.
Modo de uso da  erva-cidreira
Para fins medicinais em fitoterapia são utilizadas apenas as folhas frescas ou secas.
Chá de erva-cidreira: Adicione 3 colheres (de sopa) de folhas da erva-cidreira para cada xícara de água fervente e beba ao longo do dia.
Aromaterapia: Para relaxar utilize um chá ligeiramente mais forte e misture um litro de chá na água da banheira. Proporção da preparação: 8 colheres de chá de erva para um litro de água.
Culinária: A erva-cidreira é principalmente utilizada como toque final no preparo de saladas, por exemplo.
Efeitos colaterais da erva-cidreira
Diminuição da frequência cardíaca, sonolência.
Contra indicações da erva-cidreira
Em caso de alergia à erva-cidreira, doenças da tireoide.

Aluna: maria victoria monteiro Número: 25 Série: 1ano B


CHÁ DE HIBISCUS

INGREDIENTES:
1=colher (sopa) de hibiscus seco
1=litro de água
COMO FAZER:
Coloque 1 colher de sopa de erva para um litro de água, ferva por 5 minutos, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber.
INDICAÇÃO: O chá de hibisco é indicado para dieta de emagrecimento, espasmo gastrintestinal, cólica uterina, má digestão, gastrenterite, hipertensão, constipação intestinal, ativar a excreção da urina, infecções da pele, varizes e hemorróidas.
ORIGEM: A vinagreira, caruru-azedo ou quiabo-roxo (Hibiscus sabdariffa) é um arbusto semi-lenhoso, bianual ou perene, ereto ou ramificado conforme a condução. Com origem controversa, África ou Ásia, pode chegar aos 3 metros de altura. É cultivado comercialmente, devido às suas propriedades medicinais, mas também tem seus usos ornamental, têxtil e culinário. Apesar da África ser o maior produtor, o maior exportador é a Alemanha, que agrega valor aos cálices importados da África. Sua folhas são alternas, estipuladas, serreadas, com a forma de lança com três ou cinco lobos, também lanciolados. São de coloração arroxeada, assim como quase toda a planta. 
BENEFÍCIOS
- Age como antioxidante
- Reduz as taxas de lipídeos e glicose no sangue
- Ajuda a normalizar a pressão arterial e é diurético
- Ajuda nas constipações intestinais
- Retarda o envelhecimento da pele
- Diminui a formação de colesterol
- Ajuda a emagrecer

Sabrina Tonial- 1B


Chá de Cevada

Ingredientes:-Meio litro de Água,
                     -Duas colheres de cevada torrada e moída.
Obs:Para fazer um litro apena dobre os ingredientes.

Como preparar:Coloque meio litro de água para ferver.Quando começar a ferver, adicione duas colheres de sopa de cevada torrada e moída.Adoce a gosto com açúcar demerara ou mascavo.
Indicações:Ajuda na formação de ossos,ajuda a hidratar a pele e ajuda  a proteger as células de nosso organismo.
Contra Indicações:Por conter glúten em sua composição,desta forma,não pode ser consumido por pessoas portadoras de doenças celíaca.
Melhor forma de consumo:Em forma de chá.

É até possível fumar a cevada, fazer um chá ou triturar e fazer ... Na África antiga, a cevada não chegou a ser cultivada porque aquele povo ...  
Aluno:Gabriel Fernandes Da Silva

CHÁ DA ARRUDA (Ruta graveolens)

Modo de preparar
Colocar uma colher das de sobremesa de folhas em uma xícara das de chá.
Adicionar água fervente.
Cobrir.
Deixar amornar até chegar à temperatura apropriada para beber.
Coar.
Quando e como usar Indicação: Restaurar o fluxo menstrual.
Modo de usar:
Tomar três vezes ao dia, durante o segundo e o terceiro dias anteriores à provável menstruação. As doses para a preparação do chá não devem ser aumentadas.
Contra indicação:
O chá não é indicado quando há suspeita de gravidez.
FORMA DO CHÁ INFUSÃO
FORMA DE USO ORAL

ARRUDA
Planta da família das retaceas, também conhecida como arruda domética, arruda de jardins, arruda fedorenta e ruta-de-cheiro-forte.
Trata-se de uma arbustiva muito cultivada em vasos e jardins de todo mundo, devido a suas flores de aroma forte.
Tem consistência lenhosa, de caule ramificadodesde a base. Atinge de 40 à 60 centímetros de altura, granulosa e de coloração verde-amarelada.
Possui pequenas folhas verde-cinzentas compostas. As folhas são alternadas, pecioladas, carnudas, glaucas, bracteadas e divididas em segmanetos como lobos iguais.
Suas flores são verde-amarelada com frutos capsulares e sementes rugosas.
O fruto é capsular, de quatro ou cinco lobos, salientes e rugosos, abrindo-se superior e inteiramente em quatro ou cinco valvas.
Partes utilizadas : Folhas e Flores.
Origem: Sul da Europa
Suas folhas são utilizadas como chá com fins calmantes. ... Uma crença popular de raiz africana,
Thais Tatiane




CHÁ DE FOLHAS DE AMOREIRA

Ingredientes:
1 - Água
2 - Folha de amora
Como preparar:
É muito fácil, Coloque para ferver, 1 litro de água junto com 3 folhas da amoreira, previamente limpas. (As folhas podem ser de qualquer tipo de amoreira, a que dá os frutos brancos ou roxas). Deixe ferver por 5 minutos. Depois é só deixar esfriar e beber.
Quantidade: Tome 3 xícaras de chá de folhas de amora por dia, para poder usufruir de todos os seus benefícios. O sabor é muito agradável e pode ser tomado quente ou frio, porém sem açúcar. Se quiser, você pode misturá-lo a outros chás, ou adicionar mel e canela.
Contraindicações:
Esse chá não possui contraindicação.
Benefícios: 
1 - Combate ao Diabetes - Possui a DNJ, Inibidora da Taxa de Glicose com a liberação Natural de insulina;
2 - Rica em Proteínas e Sais Minerais;
3 - Previne a obesidade pela decomposição do açúcar no intestino delgado;
4 - Normalizador da elevação da Pressão Arterial;
5 - Melhora nas taxas de Colesterol e de Gorduras Neutras no Sangue;
6 - Melhora do funcionamento do Fígado e dos Rins;
7 - Inibidor do Câncer;
8 - Melhoria da Prisão de Ventre;
9 - Regulador do Intestino e Sistema Endócrino;
10- Efeito Bactericida e Antiinflamatório;
11- Previne a Osteoporose.
Origem:
Morus é o nome de um género de árvores caducas, mais conhecidas por amoreiras, nativas das regiões temperadas e subtropicais da Ásia, África e América do Norte, sendo que a maioria das espécies do género é asiática.
Leticia Vessovski

Chá de pimenta malagueta


Origem:
Costa oriental da Àfrica-  Angola
Ingredientes:
3/4 xícara de gengibre
1/2 xícara de pimenta vermelha
1 colher de casca de laranja
2 colher de açucar
Modo de fazer:
Acrecente todos os esses ingredientes e ferva, até o ponto que deseja.
Indicação:
Ela alivia as dores, além disso é o ardência do tempero que acelera os batimentos cardiâcos, aumenta a produção do suor e da saliva.
Enfim faz o corpo queimar mais energia, e ainda fornece as vitaminas A e C.

bruna guedes- 1B


CHÁ DE SABUGUEIRO

Ingredientes:flores secas de sabugueiro.
Modo de preparo:Colocar 1 colher (sopa) de flores secas de sabugueiro numa xícara de água fervente e deixar macerar por 10 minutos. Coar e tomar 3 xícaras do chá ao dia.
Indicação:Gripe, resfriado, febre, tosse, rinite, sintomas alérgicos, limpar a pele, estimular as defesas do corpo, bronquite
Contra indicações:Gravidas e lactantes.
Origem Africana: O sabugueiro é bem distribuído no Norte da África pois é muito resistente à secura e ao ataque de pragas e cresce bem na sombra parcial entre ervas daninhas e em ambientes ruderais.

Pedro Henrique  Batista

Chá de Babosa - Aloe Vera.

A babosa é uma planta nativa do norte da Africa , da qual é utilizado o gel contido na folha.Pela legislação brasileira, somente cosméticos e medicamentos fitoterapicos podem ser fabricados industrialmente a partir da planta. Alimentos à base de babosa, como sucos e isotonicos vendidos em outros países, no entanto, já estão autorizados a serem produzidos, pois já foram feitas pesquisas relacionadas a segurança alimentar.
A receita do suco Aloe Vera varia de acordo com sua preferencia , e há duas formas de fazer ,  sendo elas :
  1 FORMA.
Ingredientes
- Folhas de babosa (Aloe Vera)-1metro
- Bebida destilada de preferencia (vodka , wisk..)-quantidade desejada
- 1kg de mel
Bata tudo no liquidificador e estará pronto para consumo.
   2 FORMA.
Ingredientes
- Folhas de babosa - 5 folhas
(em uma solução de uma colher de sopa (15ml) de vinagre branco com 225ml de água.)
- Qualquer suco citrico - 225ml
Bata tudo no liquidificador e estará pronto para consumo.
INDICAÇOES;
O suco de babosa serve para:
doenças e problemas de pele como queimaduras;
limpar o intestino, combatendo a prisão de ventre;
tratar a dor de estômago e a gastrite;
tratar o câncer;
tratar dores em geral;
qualquer tipo de inflamação como tendinite, artrite, bursite, picada de insetos e outros;
cicatrização de feridas;
promove o crescimento de novas células da pele;
conferir mais energia;
inibe a ação de bactérias como salmonela e estafilococos, por exemplo.
CONTRA INDICAÇOES;
pode provocar nefrites no uso interno.
ressecar excessivamente a pele.
contra-indicada para tratamento de doenças cutâneas
Isabella Domingues  

















VIOLETA - A FLOR 

Descrição : Da família das violaceae, tambêm conhecida como violeta de cheiro, viola e viola roxa. Planta herbácea sem caule, atinge até 20cmde altura. O rizoma é espesso, nodoso, esbranquiçado, com inúmeras radículas fibrosas, com 10 a 20cm de comprimento. A planta tem o formato de uma roseta e as folhas radiais longo-pecioladas, ovais, reniformes ou cordiformes, tem bordas crenadas e é verde-escuro. Há estipulas lanceoladas na base das folhas.Toda a planta é pubescente; As flores solitárias, belíssimas, frágeis e de fragrância inconfundível, nascem de pedículos glabros longos, recurvados no ápice, acima das numerosas folhas e tem coloração violeta-escuro ou azul-violáceo.Tem 5 sépalas glabras e obtusas e um apêndice; 5 pétalas,estigmas em formato de esporão; 5 estames e 3 ovários fundidos. O fruto é uma cápsula arredondada, pubescente, violeta. É exigente quanto à fertilidade do solo e prefere meia-sombra ou luz filtrada.

Habitat: É de origem europeia, sendo cultivada em vários países. No Brasil é cultivada principalmente como ornamental.
História: Largamente utilizada em perfumaria, culinária e na Farmacopeia Homeopática.
Origem : Originárias da europa, ásia ocidental e África
Plantio :Prefere os bosques e as zonas sombreadas e úmidas. Porém é de uma planta muito fácil de ser cultivada, podendo crescer bela e saudável até mesmo dentro de casa. É plantada por meio de sementes em vasos pequenos, misturando-se 2 partes de composto orgânico, 1 de terra e 1 de areia grossa. Plante as sementinhas numa profundidade de 1 cm. O vaso precisa ser mantido à sombra e a terra regada todos os dias, sem encharcar. Por ser uma planta perene, se bem cuidada, irá florescer por muitos anos e garantir flores com um delicioso perfume.
Modo de conservar : Suas pétalas podem ser armazenadas, secálas à sombra e guardar em saquinhos plásticos pretos, para não receber luz
Propriedades : As raízes são ligeiramente prugativas, as flores são béquicas e sudoríferas.Serve para a tosse, afecções bronquicas, coqueluche, sarampo inflamações de garganta. Cicatrizante de uso externo.
Indicações : Prisão de ventre, provocar o suor, tosse, bronquite, dor de garganta e ferimentos. Coqueluche. Também é usada como perfume e em saladas.
Principios Ativo : Planta inteira: óleos voláteis: éster metílico do ácido acetilsalisílico (formado a partir de glicosídeos precursores durante a secagem da planta), ácido B-nitropropiônico; Glicosídeos: antocianina, viola-quercetina; Saponinas; Alcalóides: violina; Flores: óleos voláteis: parmona ( carreador aromático tranaionona) zingiberona, curcumeno, dihidro-3-ionona, 2,6-nonadieno-1-al, isoborneol, 2-1 -undecano; Sapo-ninas; Matérias corantes; Cetonas que lhe conferem o odor característico.
Toxicologia : altas doses de rizomas e sementes causam severas gastrites, nervosismo e depressão circulatória e respiratória.
Modo de usar: - infusão de 15 gramas de flores por litro de água: tosses catarrais, bronquite, asma, coqueluche, sarampo, resfriados, amigdalites, faringites, laringites, inflamações e infecções dos olhos. - decocção de uma colher de café de raízes por 200 ml de água. Ferver 5 minutos. Duas a três taças ao día: expectorante e hipotensor. 3 a 4 colheres de café por 200 ml de água: emético. - cremes para os olhos: prevenir rugas. - cataplasma das folhas ou flores frescas: irritações da pele, inflamações da boca, feridas na gengiva, pruridos, escoriações, picadas de insetos. Em uma xícara de água quente, coloque 1 colher (chá) de flores de Viola odorata. Deixe coberto por uns 15 minutos e depois coe. Usar com um chumaço de algodão ou gaze sobre machucados e escoriações, para facilitar a cicatrização
Creme para a pele : Coloque para ferver meio litro de água e junte 10 colheres (sopa) de folhas e 4 colheres (chá) de Viola odorata. Deixe ferver por uns 10 minutos. Coe ainda quente e vá misturando amido de arroz até obter uma espécie de pasta leve. Junte uma colher (chá) de glicerina e misture bem. Use o preparado para suavizar peles irritadas.
Farmacologia: A planta inteira age como expectorante devido ao seu conteúdo de saponinas, A violina tem efeito semelhante a emetina - que é o principal princípio ativo da Ipecacuanha; que além de emético, diaforético e expectorante tem por principal efeito ser amebicida. As flores têm efeito antimicrobiano e sobre as secreções brônquicas, especialmente pela presença de saponinas.



16 comentários:

  1. Muito bacana esse trabalho sobre as plantas medicinais. Quando criança, minha saudosa avó, baiana, de origem africana e indígena sabia de chás para todo e qualquer mal. Essa cultura era passada de pai para filho. Hoje, a nova geração quase não conhece o valor dessas plantas e não valoriza o seu poder medicinal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Professora Luci! Gosto muito de um chá de ervas, e também, quando criança tomei inúmeros, esqueci-me de muitos, por isso, planejei esse trabalho para os alunos no intuito de resgatar para "a nova geração", conforme você cita. Venha prestigiar a turma. Obrigada! Beijos, Laura

      Excluir
  2. Deu água na boca só de ver essas lindas imagens de chazinhos.
    Quem já tomou aquele chazinho de camomila, erva doce ou erva cidreira que fazem parte da tradição que foi transmitida por nossos antepassados, já experimentou o sabor maravilhoso dessas ervas medicinais e também já comprovou o efeito terapêutico que eles produzem no nosso organismo, porém estou postando um vídeo que nos mostra o quanto precisamos ter cuidado na hora de realizarmos a automedicação pois algumas plantas podem causar efeitos colaterais e atingir principalmente o fígado pois existem várias plantas que ainda não foram testadas cientificamente para conhecer seus benefícios e seu riscos.

    http://www.youtube.com/watch?v=MLAh4AD3120

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que você sabe apreciar um bom chá! Venha saborear uma diversidade de chá que o primeiro B está preparando. Que delícia! As receitas também serão postadas aqui. Usei a mesma metodologia que usei no primeiro A, a diferença que lá é comida de origem africana e no B, é chá de plantas medicinais de origem africana. Obrigada! Beijos, Laura

      Excluir
  3. Excelente iniciativa, Prof. laura e alunos!
    A cultura brasileira é rica de alimentos e outros gêneros, tais como músicas, artes, teatros, esculturas, desenhos e etc...., praticadas séculos á fio pelos inúmeros grupos étnicos brasileiros ou não!
    Prof. Romeu.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Professor Romeu!

      Sou muito grata a suas contribuições neste blog. É preciso explorar os recursos da web e do com companheirismo para ampliar nosso conhecimento. Permita-me, repassar suas postagens para novos conteúdos, ficaram como comentários das "Plantas Medicinais..." Desta forma, a oportunidade de socializar o conhecimento se expande.Pode ser?
      Este

      Mais uma vez, obrigada! Aguardamos outras valiosas colaborações.

      Sucesso!

      Laura

      Excluir
  8. Sou fascinada pela fitoterapia. Essa medicina alternativa trazida pelos Afro-descendentes e pelos Índios. Parabéns pelas postagens, pelo trabalho enriquecedor que trará mais saúde aos adeptos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professora Anunciata!!!

      Seja bem-vida!

      Que satisfação vê-la aqui. Você chegou pra valer!

      Sua fascinação é verídica, já fiz várias consultas, diagnóstico perfeito, resultado excelente. E quem não fez um diagnóstico com a Anunciata sobre um tratamento natural?????? Pegue senha para o próximo ano heheheheheheheh

      Valeu amiga!

      Beijos,

      Excluir
  9. Olá, adorei seu texto. Saberia me dizer se tem algum livro que tenha a lista completa de plantas trazidas pelos negros?

    ResponderExcluir
  10. Olá, Aquela não é a imagem da Erva-Cidreira, é Capim Santo.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Sthefany e Max! Agradeço muito sua correção. São atividades dos alunos e alguns postaram por orientação de familiares deles através de entrevistas. Livros, eles não conseguiram foi mais busca na web, farmácia de manipulação.

    ResponderExcluir